“Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos.
Pois foi por meio dela que os antigos receberam bom testemunho.”

Hebreus 11:1-2

Na nossa presente realidade é muito comum entendermos a fé como uma simples forma de crer em algo transcendente ou sobrenatural e a partir desse princípio passamos a utilizá-la como um elemento que condiciona Deus como um supridor de todo e qualquer anseio pessoal sem muito critério. Esse tipo de pensamento acaba desenvolvendo uma ideia de crédito, pois acabamos atribuindo uma série de deveres a esse ente a quem depositamos nossa fé para atender nossas carências, até as mais egoístas.

No entanto, quando o autor da carta aos hebreus apresenta para seus leitores alguns modelos de aplicação de fé, ele cita Abraão, o homem que se tornou um exemplo do indivíduo que deposita sua fé em Deus.

Em outro momento, Paulo afirma em sua carta aos romanos (Romanos 4) que todo aquele que crê na ação salvadora de Cristo, é justificado perante o Pai da mesma forma que ocorreu com Abraão, pois ele creu, e por isso lhe foi imputado justiça.

Esse personagem nos ensina que a fé é uma forma de conhecimento de Deus, cuja intimidade se intensifica na medida em que o relacionamento com Ele vai amadurecendo.

A fé que agrada ao Senhor vai ganhando consistência na medida em que confiamos Nele.

Diante desses exemplos extraídos da própria história do patriarca, é notável que não houve nenhuma petição da parte de Abraão, mas sim uma promessa apresentada pelo próprio Deus à seu servo. Seu trabalho foi crer na fidelidade de Deus para cumprir sua palavra e obedece-la.

Nada nos impede de apresentarmos nossas petições diante de Deus, aliás o próprio Cristo nos instrui para essa ação, mas é importante termos a boa consciência de que a fé não é uma moeda de troca espiritual, mas sim a consciência de que o Senhor em sua benevolência nos guiará em qualquer situação.

Nossa fé em Deus deve estar disposta a abrir mão da nossas vontades quando necessário, para que Ele venha agir de acordo com o seu querer e dessa forma podermos conhecê-lo melhor.

Por isso se conclui que “sem fé é impossível agradar a Deus; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe”. Hebreus 11:6

A fé deve sobretudo remover as montanhas que nos separam de Deus.

Categorias: Palavras de Deus

Posts Relacionados

Palavras de Deus

SOBRE O CULTO

Cultos   (Mc.12:30,31)”Amar a Deus de todo o coração, alma, entendimento e força, amando ao próximo como a si mesmo”    O principal propósito de todos os que comparecem ao templo deve ser “prestar culto” a Deus, ou seja, adorá-lo. Embora nosso culto deva ser espelhado através de nosso comportamento diário, é durante as reuniões que demonstramos, […]

Palavras de Deus

O QUE NOS MOTIVA ORAR?

De acordo com os evangelhos de Lucas e Mateus, logo após o evento da transfiguração, Jesus foi abordado por um homem que suplicava pela libertação de seu filho. Segundo o homem, seu filho era oprimido por um espírito maligno e por isso ele procurava um meio de libertar o jovem. Durante seu pedido ele explicou para Jesus […]

Palavras de Deus

ATÉ O FIM, SEJA ELE COMO FOR

“Responderam Sadraque, Mesaque e Abednego, e disseram ao rei Nabucodonosor: Não necessitamos de te responder sobre este negócio. Eis que o nosso Deus, a quem nós servimos, é que nos pode livrar; Ele nos livrará da fornalha de fogo ardente, e da tua mão, ó rei. E, se não, fica sabendo ó rei, que não […]